Seleção Osíris | Junho

Seleção Osíris | Junho

Crasto Superior | 2014

País: Portugal
Produtor: Quinta do Crasto
Uva: Touriga nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz, Souzão
Região: Douro

Com uma localização privilegiada na Região Demarcada do Douro, no Norte de Portugal, a Quinta do Crasto é propriedade da família de Leonor e Jorge Roquette há mais de um século. Tal como as grandes Quintas do Douro, a origem da Quinta do Crasto remonta a tempos longínquos na história do país: o nome Crasto deriva do latim castrum e significa “forte romano”.

Os primeiros registos conhecidos referindo a Quinta do Crasto e a sua produção de vinhos datam de 1615, tendo a mesma sido posteriormente incluída na primeira Feitoria, juntamente com as Quintas mais importantes do Douro. Entre 1758 e 1761, o Marquês de Pombal mandou instalar no Douro 335 marcos – pedras graníticas com dois metros de altura, 30 centímetros de largura e 20 centímetros de espessura – para delimitar aquela que seria a primeira região vinícola demarcada do mundo. Um marco pombalino, datado de 1758, pode ser visto na Quinta do Crasto junto à casa centenária. Este, tal como os outros marcos pombalinos inventariados, foram classificados na década de 40 do século passado como imóveis de interesse público nacional.

Quinta do Crasto


El Preciado | 2006

País: Uruguai
Produtor: Castillo Viejo
Uva: Cabernet franc, Merlot, Tannat e Cabernet Sauvignon
Região: San José

Fundada em 1927, a Bodega Castillo Viejo atualmente é comandada por Edgardo Etcheverry Rossello e Gastón Pescetto é seu Gerente de Exportações.  Aceita enoturismo com agendamento prévio pelo e-mail expmng@castilloviejo.com.

Atualmente, 50% da produção fica no próprio Uruguai. O principal mercado é o Brasil seguido de mais de 25 países, dentro os quais se destacam EUA, Reino Unido, Canadá e China. 

Bodega Castillo Viejo

  • Date Junho 6, 2018
  • Tags 2014, Castillo Viejo, Crasto Superior, El Preciado, Portugal, Quinta do Crasto, Uruguai